Xisaka, em Namaacha, já está “Limpo & Seguro”

A Ministra da Cultura e Turismo, Eldevina Materula, atribuiu, na noite desta sexta-feira, o primeiro selo “Limpo & Seguro” a um empreendimento turístico em Namaacha, província de Maputo. Trata-se da Residencial Xisaka, certificada por cumprir rigorosamente com os protocolos sanitários validados pelo Ministério da Saúde no contexto da COVID-19.

Esta atribuição eleva o número de estabelecimentos certificados para 71 em todo país.

Na cerimónia de atribuição do selo, Eldevina Materula repisou a importância deste instrumento na recuperação do Turismo.

“Queremos com o Selo ‘Limpo & Seguro’ apoiar o sector de Hotelaria, Turismo e as áreas afins, transmitir confiança e segurança aos turistas e promover o País como um destino limpo e seguro. Julgamos que é necessário reconstruir este sector de forma segura e uma das apostas é empenharmo-nos na recuperação com a experiência de viagem sustentável e responsável. Ao fazer a adesão ao selo, as empresas estarão a apresentar um diferencial importante para o público. Quero ainda, transmitir aos Operadores Turísticos do Distrito de Namaacha e do país, a confiança de que o Ministério da Cultura e Turismo(MICULTUR), tudo fará e está empenhado para apoiar na mitigação dos efeitos adversos da pandemia”.

 

A Administradora do Distrito da Namaacha, Suzete Nhangomele, mostrou-se satisfeita pela atribuição do selo ao primeiro empreendimento turístico daquela urbe, mas fez referência aos principais desafios com destaque para a melhoria da imagem das Cascatas. “Queremos contribuir para um turismo mais robusto, mais presente e com bastante visibilidade ao nível do nosso distrito, da província e quiçá do nosso país, mas ainda temos as nossas cascatas em condições não aprazíveis, por isso, gostaríamos de contar com apoio do ministério para juntos encontrarmos investidores que possam trazer de volta as nossas cascatas”.

A província de Maputo apresenta um acumulativo de 2660 empreendimentos turísticos sendo 434 de alojamento, 1787 de restauração e bebidas, 21 salas de dança e 18 agências de viagem. Estes dados revelam que ainda há uma longa caminhada no processo de atribuição do Selo Limpo & Seguro, de acordo com o Director provincial da Cultura e Turismo Ludgero Gemo.

Antes da atribuição do Selo ao Xisaka, Eldevina Materula teve um breve encontro de cortesia com o governo local e visitou o emblemático Santuário de Nossa Senhora de Fátima, um lugar de interesse cultural e turístico a nível do distrito, onde foi recebido pelo Pároco Fernandes Humberto, que falou à Ministra sobre o Projecto para construção de uma Basílica no local.

Na sua deslocação à Namaacha, Materula fez-se acompanhar por uma equipa encabeçada pelo Director Provincial da Cultura e Turismo, Ludgero Gemo, e pelo Director-geral do o Instituto Nacional do Turismo (INATUR), Marco Vaz dos Anjos, e a abertura do evento de atribuição do Selo foi feita pelo Presidente do Município de Namaacha, Manuel Elias Munguambe.

Importa referenciar que diante das exigências impostas pelo “Novo Normal”, o INATUR, - braço executivo do Ministério da Cultura e Turismo – criou o Selo “Limpo & Seguro”, lançado em Dezembro do ano passado.

Partilhe: